O professor Edmilson, representante da Univasf, esteve na Lage dos Negros para fazer uma série de reunião.

11/04/2014 10:46

 

Dia 8 e 9 de abril foi dado mais um passo para a conquista do Polo da UAB/UNIVASF na Lage dos Negros/Campo Formoso. O professor Edmilson, representante da Univasf, esteve na Lage dos Negros para fazer uma série de reunião.

Dia 8 pela manhã reuniu-se com os professores da Escola Municipal Armando Trajano Maia, no povoado do Pacuí. Na oportunidade foi relatado o andamento da implantação do Polo UAB. A efetivação deste ambicioso projeto permitirá contribuir com a qualificação dos professores via polo UAB.

Na tarde o prof. Edmilson se reuniu com os diretores de treze instituições de ensino da região. Além do relato do andamento do projeto foi apresentado e distribuído um conjunto de materiais (livros, CDs, vídeos) recebidos nas visitas em Brasília. Foi discutido a importância do fortalecimento da cultura quilombola para implementação do polo em parceria com a Fundação Palmares. Outro ponto debatido foi a falta de informação quanto ao direito dos povos quilombolasatravés do documento  “Guia de Políticas Públicas para Comunidades Quilombolas”.

 

No final da tarde houve reunião com o Grupo de Teatro Quilombart. Dois pontos foram discutidos: a criação de um Ponto de Cultura vinculado ao Polo UAB e o papel dos jovens na formação de novos militantes da cultura. Para o professor Edmilson, ver jovens quilombolas fazendo cultura sem condições e apoio é um grande estímulo para continuar na luta pela criação do Polo UAB na Lage dos Negros “juntos somos muitos”.

 

Na manhã do dia (9) o professor Edmilson fez visita aextensão da Escola Estadual Professora Luzia de Freitas e Silva . A visita foi para conhecer a infraestrutura da escola e os alunos. Na visita as salas de aula, foi feito relato sobre a demanda pelo Polo UAB e discutida importância de se garantir a continuidade dos estudos na Lage dos Negros.

 

Continuaremos atentos aos acontecimentos e torcendo para que este sonho vire realidade. Como disse o professor, poderemos lutar muito e não ver nossos sonhos realizados, mas sem luta temos uma única certeza: nossos sonhos não se realizarão.

É fato aqui é Noticia

www.destakldn.webnode.com